Mensagem do Presidente do SIFR

Ao pensar em uma mensagem de boas-vindas, decidi compartilhar um pouco da minha história de amor por Manaus!

Sou mineiro, mas hoje de coração amazonense! Há 12 anos eu me mudei para Manaus, uma cidade considerada “longe” pela maioria dos brasileiros que moram nas regiões sul e sudeste. Eu também pensava assim, antes de descobrir que poderia chegar fácil e rapidamente ao Caribe ou à Flórida em virtude da localização geográfica de Manaus! Às vezes, o longe depende do seu referencial!

Manaus é uma cidade quente! Nunca usei um casaco de frio nestes 12 anos! Quente também é o coração dos amazonenses: acolhedores, logo nos abraçam e nos chamam de “maninho (a)” como se fôssemos um membro de sua família.

Há muitas palavras rotineiras dos amazonenses e diferentes do que nossos ouvidos sulistas estão acostumados a escutar: tambaqui, matrinchã, jaraqui, pirarucu, peixes que, uma vez provados, nos deixam fadados a nunca mais comer peixes da mesma forma!

Aqui, cachorro quente se chama “kikão” e sanduíche feito com pão, queijo coalho, tucumã e banana pacovã frita se transforma num “X-caboquinho”. Que tal acompanhá-lo com suco de cupuaçu ou taperebá?

A gastronomia da Amazônia é riquíssima e os sabores e os temperos explodem nossos paladares com sensações inexplicáveis, como a dormência na língua ocasionada pela flor do jambu, que, juntamente com o tucupi, a goma e uma porção de camarões secos formam os ingredientes básicos para o tacacá, um dos meus favoritos!

Manaus é uma grande metrópole com mais de 2 milhões de habitantes em meio à floresta!  Às margens do Rio Negro, Manaus tem no rio as suas estradas, inclusive com bares e postos de gasolina flutuantes! Apesar de uma vida noturna agitada como em toda grande cidade, Manaus consegue manter sua cultura com festivais de dança, de música e de teatro! O Teatro Amazonas, o Palácio da Justiça, o Mercado Municipal Adolpho Lisboa e o Paço Municipal são símbolos da riqueza de Manaus no período da borracha! A cultura e o folclore amazonense, muito ricos em lendas e mitos, são transformados em festivais, como a disputa dos bois de Parintins, que transcende os limites desta cidade e enchem os manauaras de paixão pelo azul do Caprichoso ou vermelho do Garantido!

É com este espírito acolhedor e cheio de amor por uma cidade que nos abraçou que a Regional Amazonas receberá a todos, fazendo deste SIFR o maior evento de todos os tempos promovido pela ASSOBRAFIR!

Dr. Marcos Giovanni Santos Carvalho
Presidente